HDR (High Dynamic Range)

Como amante da fotografia já deves, certamente, ter ouvido falar de HDR.

HDR é a abreviatura de High Dynamic Range e pode ser traduzido para português como Grande Alcance Dinâmico. Esta técnica de pós-processamento permite-nos, tal como o nome indica, criar imagens que conseguem representar cenários onde o alcance dinâmico (relação entre o EV máximo e mínimo) não poderia ser representado numa fotografia normal.
Por outras palavras, o HDR permite-nos retratar uma cena que tenha uma grande diferença de luminosidade entre as partes mais claras e as mais escuras.

Vejamos o exemplo em baixo para analisar 3 das opções que teríamos se quiséssemos fotografar esta paisagem onde a diferença de luminosidade entre os diversos elementos é muito grande.

-2 EV 0 EV +2 EV
Sub Exposta Média Sobre Exposta
Se quiséssemos captar os detalhes do céu e das nuvens teríamos de sub-expor tudo o resto, tirando completamente o interesse da imagem. A opção intermédia, calculada por defeito pela câmara, talvez fosse a mais indicada. No entanto, nesta fotografia as partes mais claras do céu encontram-se queimadas e o segundo barco e a margem estão demasiado escuros. Optando por sobre-expor a imagem, conseguimos realçar os detalhes do segundo barco e da margem mas, como é óbvio, o céu e parte dos reflexos no rio ficaram completamente queimados.


Se "pegarmos" nos pontos fortes de cada uma das 3 imagens podemos criar uma 4ª imagem onde todas as zonas ficam com o nível ideal de luminosidade. Isto consegue-se através do processamento HDR.




Como fazer um HDR?



1. Tirar as fotografias
Para obteres os melhores resultados deves ter em atenção os seguintes pontos:

  • Usar tripé
    Embora os programas tentem alinhar as imagens, se estas já estiverem perfeitamente alinhadas os resultados serão muito melhores.
  • Tirar as fotos em sequência rápida
    Quanto mais tempo passar entre as capturas, maior a probabilidade de alguma coisa mudar na cena que estás a fotografar.
  • Usar focagem manual
    Para garantir que a focagem não muda entre as fotografias o melhor é usar focagem manual. Podes focar automaticamente e depois mudar para manual de forma a fixar a focagem.
  • Usar a mesma abertura
    Como já foi referido, a abertura influencia a profundidade de campo. Aconselho-te a usar o modo de prioridade à abertura de modo a fixá-la para todas as fotos.
  • Usar o mesmo ISO
    De preferência o mais baixo possível para garantir fotografias sem ruído.

Se a tua câmara tiver a opção Auto Bracketing, usa-a. Esta opção permite escolher o intervalo EV entre as fotografias e tirá-las de forma sequencial.
No exemplo acima tirei 3 fotografias com saltos de 2 EV. A 1ª com -2 EV, a 2ª normal e a 3ª com +2 EV.


2. Juntar as imagens
Para criar uma imagem HDR é necessário ter um software específico. Entre os programas capazes de fazer HDR estão o Photomatix, Photoshop e o Nik Software HDR mas, neste tutorial, vou-me cingir ao Photomatix.
É possível fazer download grátis de uma versão experimental aqui.

O objectivo deste artigo não é ser um tutorial deste programa mas sim dar uma ideia base de como fazer um HDR.
  • Abre o Photomatix e carrega em "Generate HDR Image".
  • Na janela seguinte escolhe as 3 fotografias base.
  • Selecciona "Align source images" se tiraste as fotografias sem tripé e carrega em OK.
  • Agora deve aparecer uma imagem que é a versão HDR por processar. Carrega na opção "Tone Mapping".
  • Nesta fase podes jogar com as diferentes barras do lado esquerdo e ver como influenciam a imagem. São imensas as combinações e cada imagem é um caso. Não existe uma configuração que funcione para todas as situações. O segredo está mesmo em não ter medo de experimentar. As diferentes opções disponíveis na caixa "Presets", na parte inferior esquerda, podem ser um bom ponto de partida.
  • Assim que estiveres satisfeito com o resultado carrega em "Process" para gerar a imagem HDR. Depois guarda a imagem no formato que quiseres em "File - Save As".


Conclusão


O HDR é apenas uma técnica de pós-processamento e, como tal, não funciona bem em todas as fotos. É preciso termos sentido de auto-crítica para identificarmos quando deve ou não ser usada.
Devemos sempre estar preparados para deitar o trabalho fora e tentar outra abordagem!

Boas edições!

© Mário Pereira - 2012
Proibida a cópia integral ou parcial dos textos


9 comments:

Geilson disse...

Muito, muito bom o Tutorial!!! Parabéns, Mário! Agora sim estou com todas as minhas dúvidas sobre HDR esclarecidas, haha! Obrigado!! =D

Marcelo disse...

Tive a ler todos os posts e apesar de já entender a maior parte deles ... tirei algumas duvidas teimosas :)

Obrigado e continuação de um bom blog :)

Marcelo disse...

Gostava de acrescentar uma coias.. se podesse explicar a Macro.. como vi nos links ao lado tem um tipo de fotografia que admiro (a sua primeira foto no site www.1x.com/member/42493/mario-pereira/ )

Aconselhar lentes e acessorios :)

Obrigado

Mário Pereira disse...

Obrigado pelos comentários!

Marcelo, a fotografia macro também é um tipo de fotografia que eu admiro muito.
Mal tenha oportunidade escrevo um artigo a partilhar o que já consegui aprender.

Anónimo disse...

excelente explicação do HDR! agora sim, fiquei a saber o que é e como se faz.
obrigada. vs

Anónimo disse...

nao está aqui explicado como se faz HDR em objectos em movimento (p.e. carros wrc em plena competiçao)... uma vez que aí não se faz da mesma forma o HDR.

Mário Pereira disse...

Caro Anónimo, nunca fiz um HDR de um carro em movimento mas, certamente, não será possível fazer um HDR verdadeiro com 3 exposições. Isto porque quando fossemos tirar a 2ª foto o carro já estaria numa posição bastante diferente e as 3 fotos nunca teriam os mesmos elementos e enquadramento,
Neste caso, penso que o mais indicado seria tirar uma foto em RAW, criar 3 versões do ficheiro (-2EV, normal e +2EV) e fazer o mapeamento HDR a partir destas fotografias.

Anónimo disse...

nao é preciso ter as 3 versoes! e olhe k os resltados sao muitos bons apenas com uma cr2 e posterior hdr!

Nixon disse...

Dá para fazer um "falso" HDR no photoshop com apenas uma imagem. basta procurar no youtube, ha imensos tuto's.

Mais uma vez parabens por este blog!
espero que continues ;)

Enviar um comentário