Equilíbrio dos Brancos ou White Balance

No outro dia vi um documentário na televisão que falava sobre a capacidade que o nosso cérebro tem de conseguir compensar as características da luz ambiente de forma a vermos correctamente as cores.
Por exemplo, quando entramos na nossa sala iluminada com uma lâmpada incandescente (luz amarelada) e olhamos para a parede que sabemos que é branca, o nosso cérebro automaticamente faz a compensação das cores de forma a vermos a parede branca.
Sem este ajuste veríamos a parede num tom mais amarelado devido à propriedade quente da luz proveniente da lâmpada incandescente.

Por ser um fenómeno que nos passa despercebido, não lhe damos muita importância.
Infelizmente as nossas câmaras não conseguem fazer esta compensação de uma forma tão precisa como nós. Embora tenham a opção de calcular o equilíbrio dos brancos automaticamente, muitas vezes verificamos que essa compensação não está correcta.
Nas imagens abaixo podemos ver como uma leitura incorrecta pode influenciar drasticamente uma fotografia.

Cor Fria Equilíbrio dos brancos correcto Cor quente
Cores demasiado frias. Equilíbrio dos brancos correcto. Cores demasiado quentes.


Configurar o equilíbrio dos brancos na câmara



As opções variam um pouco entre marcas e modelos mas resumem-se basicamente às seguintes:

 Automático
A câmara escolhe automaticamente a compensação de cor baseando-se na sua leitura das condições de luz. Funciona relativamente bem mas em alguns casos faz leituras bastante erradas.

 Personalizado
Com esta opção é possível configurar a compensação da cor manualmente. Em muitas câmaras isto é feito apontando a câmara para um objecto branco fornecendo-lhe, assim, um ponto de referência.
Para mais detalhes aconselho-te a ler o manual de instruções.

 Luz do dia
Para usar em dias de céu limpo.

 Nublado
Como a própria imagem indica, para usar em dias nublados.

 Incandescente
Deve ser usada em interiores iluminados com lâmpadas incandescentes.

 Fluorescente
Compensação para iluminação com lâmpadas fluorescentes.

 Flash
Este modo está configurado para compensar a variação na cor provocada pelo flash da câmara.


Ou então... configurar depois!
Acertar com o equilíbrio dos brancos na altura de tirar a foto nem sempre é simples. Além disso, muitas vezes só reparamos que as cores estão desequilibradas quando chegamos a casa e vemos as fotografias no computador.

O segredo aqui está em configurar a câmara para gravar as imagens em RAW em vez de JPEG (infelizmente não é possível em todas as câmaras). Brevemente irei escrever um artigo sobre este formato mas posso dizer já que nos dá uma versatilidade muito maior na hora de editar as imagens.

Uma das vantagens de fotografar em RAW é, precisamente, poder editar o equilíbrio dos brancos no computador sem ter implicações na qualidade da imagem. Usando um conversor de RAW podemos corrigir as cores independentemente do modo de equilíbrio dos brancos que tínhamos escolhido no momento em que tiramos a fotografia.

Boas fotos!

© Mário Pereira - 2012
Proibida a cópia integral ou parcial dos textos


8 comments:

Rodrigo disse...

Bom trabalho ;)

Bia disse...

Legal a dica! já estou seguindo o blog pra ver mais!
se quiser conhecer o meu, sou fotógrafa amadora e estou começando no mundo dos blogs! http://grafia-luz.blogspot.com/
Abraços

Jax disse...

Parabéns pelo blog. Essas dicas dão muito jeito.

Luis Nunes Alberto disse...

Fixe é mesmo o que estou a precisar, instruções para pegar nas fotos em RAW.
Fico a aguardar com muita expectativa
Obrigado

Mário Pereira disse...

Obrigado Rodrigo, Bia, Jax e Luís pelos comentários!
O próximo artigo vai ser sobre o formato RAW.

lis disse...

Nao sei nada de fotografia, Rodrigo
vou seguir pra aprender um pouco.
Boa idéia do blog, distrai e auxilia os amantes da fotografia.
abraços

Joao disse...

Mário, Bom Dia
Parabéns. Vc explica os conceitos básicos de forma simples e objetiva.
Agora vamos para a seguinte situação. Imagine que estejas fotografando o interior escuro de uma igreja com pouca luz natural e incandescente (Notre-Dame em Paris por exemplo)Quanto ao WB como procederia nesse momento?

Mário Pereira disse...

Obrigado pelo comentário, João.

Nessa situação, o que eu faria seria fotografar em RAW e gastaria uma das fotos (nas mesmas condições de luz) num objecto branco ou cinzento. Assim quando chegasse a casa poderia calibrar o WB nessa foto (porque sei que deveria ser branco/cinzento) e depois aplicaria o mesmo ajuste às outras.
Se a minha câmara não permitisse fotografar em RAW, configuraria o WB na altura usando esse objecto branco ou cinzento como referência.

Abraço

Enviar um comentário